domingo, 22 de janeiro de 2017

Salada de Batata com Molho de Mel e Mostarda



Baseada numa receita da chef Rachael Ray

Serve: 4 a 6 porções

Ingredientes:

Molho:
Sal e pimenta-do-reino moída a gosto
1/4 xícara de mel
1/4 xícara de mostarda Dijon
2 colheres de sopa de vinagre de vinho branco
1/3 xícara de azeite de oliva extra-virgem

800g de batatas médias e pequenas, cortadas em três ou quatro pedaços
4 rabanetes, fatiados
2 colheres de sopa de azeitonas verdes picadas
1/2 cebola média, picadinha
2 a 3 talos de aipo (salsão), picados
1 xícara de agrião grosseiramente picado

Modo de preparo:

Cobrir as batatas com água fria em uma panela. Salgar a água e ferver até as batatas ficarem macias, de 12 a 15 minutos. Escorrer.

Molho:
Misture o mel, a mostarda e o vinagre em uma tigela. Em seguida, junte lentamente o azeite de oliva, mexendo bem a mistura. Tempere com sal e pimenta do reino.

Adicionar os rabanetes, azeitonas, cebola, aipo, agrião e batatas à uma tigela. Usando uma colher de pau misturar a salada. Derramar o molho por cima e servir.


Potato Salad with Honey-Mustard Sauce

Based on a recipe by chef Rachael Ray,

Serves: 4 to 6 servings

Ingredients:

Sauce:
Salt and ground black pepper to taste
1/4 cup honey
1/4 cup Dijon mustard
2 tablespoons white wine vinegar
1/3 cup extra-virgin olive oil

800g medium and small potatoes, cut into three or four pieces
4 radishes, sliced
2 tablespoons chopped green olives
1/2 medium onion, finnely chopped
2 to 3 celery stalks, chopped
1 cup coarsely chopped watercress

Directions:

Cover the potatoes with water in a pan. Sated the water and boil until the potatoes are tender, about 12 to 15 minutes. Drain.

Sauce:
Mix the honey, mustard and vinegar in a bowl. Then slowly add the olive oil, stirring the mixture well. Season with salt and pepper.


Add the radishes, olives, onion, celery, watercress and potatoes to a bowl. Using a wooden spoon mix the salad. Pour the sauce over and serve.

domingo, 15 de janeiro de 2017

Salada de Frango com Abacaxi


Meus caros amigos, o verão no Rio de Janeiro está fervendo. Muito sol durante o dia, com temperaturas na faixa de 38º a 40º C na sombra e sensação térmica de mais de 45º C. Em compensação, as praias da cidade estão com o mar manso, cristalino e morno. Ao nadar nos vemos no meio de cardumes de peixes pequenos, dando a sensação de que estamos no meio de um aquário. Vejam as fotografias da praia de Ipanema para demonstrar que não estou mentindo.




Com essas temperaturas não dá vontade de comer nossa comida do dia a dia de pratos quentes. A vontade é de só comer muitas frutas e saladas, com muita água de coco e sucos naturais.

Assim, resolvemos postar uma série de pratos leves para atender nossas necessidades e, dentro do possível, que não esquentem nossa temperatura interior, pois a do lado de fora parece que estamos no inferno

A primeira receita dessa série que vamos fornecer é de uma Salada de Frango com Abacaxi muito saborosa, que nós aoreciamos acompanhada apenas de uma porção de batata palha comprada pronta.

Serve: 2 a 3

Ingredientes:

1/2 xícara de maionese
2 colheres de chá de mostarda preparada
1 xícara de abacaxi fresco, picado
2 xícaras de frango cozido desfiado
1 tomate picado
1 colher de sopa de aipo (salsão) cortado em pedaços pequenos
1/4 xícara de azeitonas verdes recheadas com pimentão, fatiadas
1 colher de sopa de cebolinha picada, incluindo a parte branca, ou alho porró
Folhas de alface

Modo de fazer:

1. Cozinhar um peito de frango temperado com sal e pimenta do reino. A seguir, desfiar ou cortar em cubos pequenos o frango.
2. Em uma tigela, misturar o frango, tomate, aipo, azeitonas verdes, cebolinha e abacaxi.
3. Misturar a maionese e a mostarda na mistura de frango. Misturar até ficar homogeneamente mesclada.
4. Colocar no refrigerador por 1 hora.
5. Colocar a mistura sobre folhas de alface e servir.




Pineapple Chicken Salad

My dear friends, summer in Rio de Janeiro is boiling. Very sunny during the day, with temperatures in the range of 38º to 40º C in the shade and thermal sensation of more than 45º C. In compensation, the beaches of the city are with the tame, crystalline and warm sea. When swimming we see ourselves in the middle of shoals of small fish, giving the sensation that we are in the middle of an aquarium. Look at the photographs of the Ipanema beach demonstrating that I am not lying.


With these temperatures I do not feel like eating our everyday food from hot dishes. The desire is to only eat many fruits and salads, with lots of coconut water and natural juices.

So, we decided to post a series of light dishes to meet our needs and within the possible that do not heat our interior temperature, because the outside looks like we are in hell

The first recipe of this series we are going to provide is a very tasty Chicken Salad with Pineapple, which we eat with only a side dish of one portion of potato straw bought ready

Serves: 2-3

Ingredients

1/2 cup mayonnaise
2 teaspoons prepared mustard
1 cup fresh pineapple, chopped
2 cups shredded cooked chicken
1 tomato chopped
1 tablespoon thinly sliced celery
1/4 cup sliced green olives stuffed with pimento
1 tablespoon chopped chives, including white part, green onions
lettuce leaves

Directions

1. Cook a chicken breast seasoned with salt and black pepper. Next, shred or chop the chicken into small cubes.
2. In a bowl, mix chicken, tomato, celery, green olives, chives and pineaple.
3. Stir mayonnaise and mustard into the chicken mixture. Stir mixture until evenly mixed.
4. Chill for 1 hour.

5. Spoon into lettuce leaves and serve.

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Bolo Fit de Aveia com Banana




Este bolo teve por base uma receita fornecida pela Taíssa, que é professora de educação física e esteve com a gente em Búzios. Búzios estava lotado de gente, mas com temperaturas mais amenas do que as do Rio de Janeiro, pois tem sempre uma brisa que sopra do mar e refresca o ambiente. Os dias estavam lindos, permitindo que passássemos a maior parte do tempo na praia. Fomos na maioria das vezes à Praia da Ferradura e poucas veze à Praia do Canto no centro.

Praia da Ferradura

Praia do Canto

Lembramos que o grão de aveia não contém glúten. Contudo, como no Brasil a aveia é cultivada e processada nos mesmos locais que o trigo, a cevada e o centeio, ou seja, cereais que têm glúten, isso provoca a chamada contaminação cruzada. Portanto, não é seguro o consumo da aveia 'comum' por celíacos e intolerantes ao glúten.

Este bolo é um alimento recomendado para as pessoas fit, pois é nutritivo e delicioso. Além disso, é prático e rápido de fazer, pois não assa em forno comum. Pode ser comido no café da manhã ou entre as refeições, principalmente para acompanhar um cafezinho.

Serve: 8

Ingredientes:

3 bananas bem maduras amassadas (de preferência banana d’água ou nanica)
5 colheres de sopa de flocos de grãos de aveia
1 colher de sopa de sementes de chia
1 colher de sopa de canela em pó
1 colher de sopa de óleo de coco
2 ovos
2 colheres de sopa de nozes esmigalhadas
4 figos secos bem picados
1 colher de chá de fermento seco (royal)

Modo de fazer:

1. Amassar as bananas com um garfo.
2. Com o mesmo garfo misturar os demais ingredientes, deixando para misturar no final o fermento seco.
3. Colocar em cima rodelas de banana e salpicar com canela em pó a gosto.
4. Assar em forno micro-ondas por 10 minutos.




Fit Cake with Oatmeal and Banana

This cake was based on a recipe provided by Taíssa, who is a physical education teacher and was with us in Búzios. Búzios was crowded with people, but with milder temperatures than Rio de Janeiro, because there is always a breeze that blows from the sea and refreshes the environment. The days were beautiful, allowing us to spend most of our time on the beach. We went most of the time to Ferradura  Beach and a few times to Canto Beach in downtown.

Remember that oatmeal does not contain gluten. However, because oats in Brazil are grown and processed in the same places as wheat, barley and rye, that is, cereals that have gluten, this causes so-called cross-contamination. Therefore, the consumption of 'common' oats by celiac and gluten intolerant is not safe.

This cake is a recommended food for fit people because it is nutritious and delicious. In addition, it is practical and quick to make, as it does not bake in ordinary oven. It can be eaten for breakfast or between meals.

Serves: 8

Ingredients:

3 well-ripened bananas
5 tablespoons oat kernel flakes
1 tablespoon chia seeds
1 tablespoon cinnamon powder
1 tablespoon coconut oil
2 eggs
2 tablespoons chopped walnuts
4 dried figs finely chopped
1 teaspoon dried yeast

Directiona:

1. Knead the bananas with a fork.
2. With the same fork mix the other ingredients, leaving to mix the dried yeast at the end.
3. Put banana slices on top and sprinkle with cinnamon powder to taste.

4. Bake in microwave for 10 minutes.

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Arroz Cremoso com Espinafre


Ingredientes:
Arroz cozido (temperado com sal)
3 a 4 colheres de sopa de creme de ricota (ou outro requeijão cremoso)
2 maços de espinafre picado (só as folhas)
1 cebola pequena picada
Queijo parmesão ralado (opcional)

Modo de fazer:
1. Refogar a cebola em um pouco de margarina.
2. Com o fogo médio-alto, adicionar o espinafre e cozinhar rapidamente, para não gerar água.
3. Adicionar o creme de ricota e misturar.
4. Adicionar o arroz cozido, misturar e servir.





Creamy Rice with Spinach.

Ingredients:
Cooked rice (seasoned with salt)
3 to 4 tablespoons cream of ricotta (or cream cheese)
2 bundles chopped spinach (leaves only)
1 small onion, chopped
Grated parmesan cheese (optional)

Directions:
1. Sauté the onion in margarine.
2. With medium-high heat, add the spinach and cook quickly, do not leave to generate water.
3. Add ricotta cream and mix.

4. Add cooked rice, mix and serve.

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Feliz Natal e um 2017 pleno de paz e amor.


Nesta semana do Natal até o dia 5 de janeiro estaremos de férias (This Christmas week until January 5th we will be on vacation).

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Torta de Chocolate com Damasco do Ipanema Pitanga


Esta torta foi criada pela Mariângela e tem sido muito apreciada pelos seus clientes. Não é fácil de fazer, mas o resultado compensa o trabalho.

Massa:

7 colheres de sopa (165 g) de farinha de trigo
9 colheres de sopa (190 g) de açúcar
5 colheres de sopa de Nescau
8 ovos

Bater as claras em neve, acrescentar as gemas e continuar batendo. Adicionar o açúcar aos poucos e, a seguir, colocar as colheres de farinha de trigo com a batedeira em movimento. Por último, o chocolate em pó sem bater muito (bater o suficiente só para misturar).

Recheio:

Creme branco:
1 lata de leite condensado
1 xícara de leite
3 gemas de ovo

Levar ao fogo os ingredientes misturados e, sempre mexendo para não encaroçar, engrossar o creme.

Doce de damasco:
500 g de damasco seco picado
5 xícaras de água
1 colher de sopa de açúcar

Colocar os ingredientes na panela em fogo médio até o damasco ficar cozido. Se necessário colocar mais água, pois o doce tem que ficar com bastante calda. Tirar do fogo e passar por uma peneira, comprimindo o damasco para sair bem a calda. Deixar de lado o doce e usar a calda para molhar a massa.

Cobertura:

Creme de chocolate:
1 lata de leite condensado
3 caixas (200 g cada) de creme de leite
5 colheres de sopa de chocolate em pó ou Nescau

Cozinhar os ingredientes em fogo médio, mexendo sempre, até engrossar. Deixar esfriar.

Creme de damasco:
1 xícara do doce de damasco

Bater o doce no liquidificador com 1/3 de xícara de água até virar um creme. Voltar o creme ao fogo, com uma colher de chá de manteiga (para dar brilho), mexendo bem até derreter a manteiga.

Montagem:
1.    Dividir a massa ao meio e regar as 2 partes com a calda de damasco.
2.    Dividir o creme branco em dois e colocar em cada metade de massa.
3.    Adicionar o doce de damasco na parte da massa que já está no prato.
4.    Fechar com a outra parte da massa.
5.    Cobrir a torta com o creme de chocolate, alisando com uma espátula.
6.    Espalhar o creme de damasco sobre a cobertura de chocolate.
7.    Para decorar, passar um garfo na cobertura (creme) de damasco



Chocolate Pie with Apricot Ipanema Pitanga-Style

This pie was created by Mariângela and has been much appreciated by her customers. It is not easy to do but the result makes up for the work.

Dough:

7 tablespoons (165 g) all purpose flour
9 tablespoons (190 g) sugar
5 tablespoons chocolate poder or Nescau
8 eggs

Beat the egg whites, add the egg yolks and continue beating. Add the sugar little by little and then place the tablespoons of flour with the mixer in motion. Lastly, the chocolate powder without hitting too much (beat enough just to mix).

Filling:

White cream:
1 can swetened condensed milk
1 cup milk
3 egg yolks

Bring to the heat the mixed ingredients and, always stirring do not to lump, thicken the cream.

Sweet apricot in syrup:
500 g chopped dry apricot
5 cups water
1 tablespoon sugar

Put the ingredients in the pan, over medium heat, until the apricot is cooked. If necessary add more water, because has to be with enough syrup. Remove from the heat and pass through a sieve, compressing the apricot to leave the syrup well. Set aside the sweet and use the syrup to wet the dough.

Frosting:

Chocolate cream:
1 can swetened condensed milk
3 boxes (200 g each) heavy cream
5 tablespoons chocolate powder or Nescau

Cook the ingredients over medium heat, stirring constantly, until thickened. Allow to cool.

Apricot Cream:
1 cup of apricot sweet
1/3 cup water

Beat the jam in the blender with 1/3 cup of water until it turns cream. In a pan, return the cream to the heat, with a teaspoon of butter (to give shine), stirring well until the butter melts.

Assembly:
1. Divide the dough in half and wet the 2 parts with the apricot syrup.
2. Divide the white cream into two parts and put the cream in each half of dough.
3. Add the apricot sweet to the dough that is already on the plate.
4. Close the pie with the other part of the dough.
5. Cover the pie with the chocolate cream, smoothing with a spatula.
6. Spread the apricot cream on the chocolate topping.
7. To decorate, pass a fork in the apricot topping (cream).


quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Creme de Bacalhau à Ipanema Pitanga


Esta receita foi criada pela Mariângela para o Natal de 2016. Não é difícil de fazer e rende mais porções, com menos carne de bacalhau.

O Bacalhau:
O bacalhau é o mais conhecido dos peixes de águas frias do mar Atlântico Norte, no Círculo Polar Ártico. Dele se aproveita tudo: sua carne é consumida em todo o mundo (seja fresco, defumado ou salgado e seco ), do fígado se extrai óleo e da bexiga se faz cola.

Existem cinco peixes que são vendidos como bacalhau. O primeiro é o Cod Gadus Morhua, o Bacalhau do Atlântico Norte, o legítimo bacalhau, também chamado Porto. Os outros são: o Saithe, o Ling e o Zarbo, que também são peixes salgados e secos. O quinto peixe é o Cod Gadus Macrocephalus, o Bacalhau do Pacífico ou do Alasca.







Os diversos tipos podem ser identificados pelo rabo. O cod tem forma de leque. O ling, embora parecido, é mais estreito. O zarbo é pequeno e arredondado. O saithe tem duas pontas. Para ver se o bacalhau está bem curado, arranque um naco e esfregue entre os dedos: o bom se desfaz em fiapos.

Descrição dos tipos de bacalhau:
O bacalhau do tipo Cod ou Porto é o nobre e legítimo bacalhau, o que se desfaz em lascas. Normalmente é o maior, o mais largo e com postas mais altas. Tem coloração palha e uniforme quando salgado e seco; quando cozido, abre-se em lascas claras e tenras, de sabor inconfundível e sublime. É o bacalhau recomendado em todos os pratos da cozinha internacional.

O tipo Saithe é o mais escuro e de sabor mais forte. Muito mais barato que o Cod, é utilizado para bolinhos, saladas e ensopados, porque quando cozido sua carne desfia com facilidade.

O tipo Ling é bem claro e mais estreito que os demais. Tem um bom corte e é muito apreciado no Brasil. Sua carne é clara, bonita e por isso atrai muitos compradores.

O tipo Zarbo é o mais barato, sendo menores que os outros tipos.

Classificação:
Todos os tipos são classificados em 3 categorias:

Imperial- É a melhor classificação. O bacalhau está bem cortado, bem escovado e bem curado. O Porto Imperial é o exemplo do melhor dos melhores.

Universal - Classificação que identifica o bacalhau que apresenta algumas manchas e pequenos defeitos, que não chegam a comprometer sua qualidade.

Popular - É o bacalhau que apresenta manchas e no qual faltam pequenos pedaços.

Agora vamos à receita criada pelo Ipanema Pitanga:

Serve: 6

Ingredientes:

700 g de bacalhau salgado

Molho:
2 dentes de alho picados
2 tomates picados
1 ½ cebolas picadas
Salsa picada
2 colheres de chá de extrato de tomate

6 colheres de sopa de Creme de Ricota light (pode substituir por requeijão cremoso ou cream cheese)
Azeite de oliva

Modo de fazer:

1. O primeiro passo é dessalgar as postas de bacalhau. O ideal é que isso seja feito com 3 dias de antecedência. Mergulhe as postas de bacalhau em uma vasilha com água fria e leve à geladeira. Troque a água de duas a três vezes por dia. Esse tempo pode ser encurtado, mas nesse caso a troca de água deve ser aumentada. Tem pessoas que colocam o bacalhau em água corrente, mas o desperdício de água é muito grande.

2. Cozinhar o bacalhau em água, com a panela tampada, até ficar macio. Tirar a panela do fogo e deixar esfriar.

3. Desfiar o bacalhau tomando o cuidado de tirar todas as espinhas e a pele.

4. Molho: Refogar no azeite de oliva todos os ingredientes do molho até a cebola ficar transparente. A seguir, bater no liquidificador ou processador.

5. Numa panela, refogar o bacalhau desfiado em azeite de oliva. Adicionar o molho e refogar.

6. Adicionar o creme de ricota, misturar e refogar mais um pouco. Servir.

7. Se desejar pode colocar o bacalhau num refratário, salpicar com queijo parmesão ralado e gratinar no forno. Este último passo é opcional.









Cod Cream Ipanema Pitanga-Style

This recipe was created by Mariângela for the Christmas of 2016. It is not difficult to make and yields more servings, with less cod meat.

The Cod:
Cod is the best known cold water fish of the North Atlantic Sea in the Arctic Circle. We take advantage of everythink of him: his meat is consumed all over the world (whether fresh, smoked or salted and dry), from liver we extract oil and gued from the bladder.

There are five fish that are sold as cod. The first is Cod Gadus Morhua, the Cod of the North Atlantic, the legitimate Cod, also called Port. The others are: Saithe, Ling and Zarbo, which are also salted and dried fish. The fifth fish is the Cod Gadus Macrocephalus, the Pacific Cod or from Alaska.

The various types can be identified by the tail. The cod is fan-shaped. The ling, although similar, is narrower. The zarbo is small and rounded. Saithe has two ends. To see if the cod is well cured, start a loaf and rub it between the fingers: the good one undoes in lint.

Description of cod types:
Cod or Porto cod is the noble and legitimate cod, which undoes into splinters. It is usually the largest, the widest, and the highest. It has straw coloration and uniform when salted and dry; When cooked, opens in light and tender flakes, with an unmistakable and sublime flavor. It is the recommended cod in all the dishes of the international cuisine.

The Saithe type is the darkest and strongest flavor. Much cheaper than Cod, it is used for dumplings, salads and stews, because when cooked their meat slices easily.

The Ling type is quite clear and narrower than the others. It has a good cut and is very appreciated in Brazil. Her flesh is clear, beautiful and so attracts many buyers.

The Zarbo type is the cheapest, being smaller than the other types.

Classification (this classification is commom from portuguese-speaking countries):
All types are classified into 3 categories:

Imperial- It's the best rating. The cod is well cut, well brushed and well cured. Imperial Port is the example of the best of the best.

Universal - Classification that identifies the cod that has some spots and small defects, which do not compromise its quality.

Popular - It is the cod that has spots and in which small pieces are missing.


Now we go to the recipe created by Ipanema Pitanga:

Serves: 6

Ingredients:

700 g salted cod

Sauce:
2 cloves garlic, minced
2 tomatoes, chopped
1 ½ chopped onions
Chopped parsley
2 teaspoons tomato paste

6 tablespoons light Ricotta cream (you can substitute by cream cheese)
Olive oil

Directions:

1. The first step is to desalate the cod steaks. Ideally, this should be done 3 days before. Dip the cod steaks into a bowl of cold water and put in refrigerator. Change the water two to three times a day. This time can be shortened, but in this case the water exchange must be increased. There are people who put cod in running water for a time, but the waste of water is too great.

2. Cook the cod in water, with the pan covered, until soft. Remove the pan from the heat and let it cool.

3. Shred the cod taking care to remove all the bones and the skin.

4. Sauce: Braise all the ingredients in the olive oil until the onion is transparent. Then beat the mix in the blender or processor food.

5. In a pan, sauté the shredded cod in olive oil. Add the sauce and braise.

6. Add the ricotta cream, mix and sauté a little more. Serve.


7. If you wish, you can put the cod in a refractory plate, sprinkle with grated Parmesan cheese and gratin in the oven. This last step is optional.